• CONTENT
People

Os destaques da CASACOR São Paulo 2018

Onde: São Paulo • 08 de Junho - 2018 | Fotos Divulgação

A mostra paulistana traz mais de 80 espaços com temáticas que abordam sustentabilidade, diversidade sexual e cidadania

Estúdio Trama, por Melina Romano

Assim como a versão paranaense da mostra, a 32ª edição da CASACOR São Paulo traz como tema “A Casa Viva” para os 82 ambientes situados dentro do Jockey Club de São Paulo, local oficial da mostra desde 2006. Casas, lofts, lounges, salas, banheiros, estúdios, calçadas, jardins e até apartamentos trazem projetos associados ao tema oficial de sustentabilidade, mas muitos deles abordam também assuntos bem atuais, como a diversidade sexual, a tolerância ao próximo e a cidadania. Confira alguns dos ambientes selecionados pela CASASUL:

 

Cozinha Matriz
Profissional: TRiART Arquitetura – André Bacalov, Kika Mattos e Marcela Penteado
Ressignificar a arquitetura do prédio do Jockey Club de São Paulo foi o objetivo deste espaço. Objetos como jarras, pratos e temperos coloridos, junto de um mobiliário eclético, ficam lado a lado com a estética rustica e desgastada da construção original, produzindo uma atmosfera criativa e convidativa. Um dos pontos de interesse e o uso do recurso de color bock feito nas escadarias, que explora os volumes e valoriza as formas, e serve de moldura prefeita para a escultura em formato de arvore do artista cubano Jorge Mayet.

 

Cabana
Profissionais: Thiago Manarelli e Ana Paula Guimaraes
Manarelli Guimaraes Arquitetura participa mais uma vez da CASACOR, porém este ano com um objetivo diferente: mostrar ao público a visão e o conceito do escritório em relação à  arquitetura. A dupla assina um anexo, formado por módulos de um sistema construtivo de repetição. Com desenho arquitetônico que remete a uma casa, o local tem bar, copa e varanda, em 60 m², unindo o verde e a arte através de cerâmicas e vasos. Nara Ota criou para o espaço a instalação Cachos, que complementa a atmosfera contemporânea do ambiente.

 

Casa da Arvore Renault
Profissionais: Suíte Arquitetos – Carolina Mauro, Daniela Frugiuele e Felipe Troncon
A presença majestosa de uma arvore flamboyant no espaço designado ao ambiente do escritório Suite Arquitetos foi determinante para a criação da casa, que inclui jardim nos seus 300 m². “Decidimos levar as referências da natureza para as áreas internas. Por isso, usamos diversos tons terrosos nos revestimentos e nos moveis”, conta a arquiteta Daniela Frugiuele, que assina o projeto com Filipe Troncon e Carolina Mauro.

 

Sala Biblioteca
Profissional: Rosa May
Fibra natural, tecidos de linho cru e madeira são o palco para uma decoração eclética e elegante. Na sala de 50 m², a harmonia prevalece entre os elementos diversos: o lustre Sputnik em bronze escurecido da década de 70 italiano, desenhos de Cícero Dias, a poltrona Joaquin Tenreiro e abajures em placa de murano da também dos anos 1970 fazem do espaço um local acolhedor e repleto de referências da profissional. Rosa May traz na bagagem a curiosidade de ter participado da primeira mostra CASACOR São Paulo.

 

Transtúdio
Profissional: Ricardo Borges
O dilema de uma pessoa que esta  passando por uma transição de gênero e  o ponto de partida do espaço assinado pelo arquiteto Ricardo Abreu Borges. “Reproduzimos nos elementos da arquitetura e da decoração a tensão que aquela moradora carrega, os conflitos que a acompanham em uma longa história de luta”, explica. Em 29 m², o ambiente e  dividido em área de estudo, trabalho, dormitório e banheiro. A escolha da profissão de jornalista vem da essência do trabalho de projetar ideias e provocar discussões.

 

Estúdio do Escritor
Profissionais: Paula Bignardi e Paulo Azevedo
Intimista e masculino, o espaço assinado pelos arquitetos Paula Bignardi e Paulo Azevedo foi pensado para um escritor que busca suas inspirações em viagens pela Europa e pela Ásia. O quarto integrado a um escritório possui estantes com muitos livros e diversas obras de arte espalhadas em seus 28 m². A paleta de cores privilegia tons terrosos, dourados e vermelhos e diferentes texturas marcam presença em fibras naturais, madeira e diversos tipos de tecido.

 

Loft LG #amour
Profissionais: Patricia Hagobian
As formas arredondadas do coração serviram de inspiração para a arquiteta criar moveis e tapete exclusivos para este espaço de 98 m². “Essas linhas ajudam a compor a atmosfera de aconchego que eu desejava trazer para o espaço”, explica a arquiteta Patrícia Hagobian. Na cozinha, o destaque é para a adega feita com cabos de aço pintados de preto e iluminação embutida, idealizada especialmente para a mostra.

 

Loft Ninho
Profissional: Nildo José
No Loft de 80m² o arquiteto projetou um apartamento completo - cozinha, living, quarto, banheiro e jantar -, mas com conceito compartilhado e que transmitisse a alma e a história do morador, com peças que remetem a trajetória de quem mora ali. Com uma paleta de cores claras e tons neutros, o arquiteto apostou também no verde, tirando partido do tom das esquadrias do Jockey e dos elementos arquitetônicos e da castilharia. A natureza entra de uma forma diferente e é um dos destaques do espaço.

 

Estúdio Trama
Profissional: Melina Romano
Em sua primeira participação na CASACOR, a designer traz sua interpretação do tema A Casa Viva para um loft de 43 m² cujo nome remete à trama da vida: “Aqui historias e sentimentos se conectam. Uma casa é muito mais do que moveis e decoração”, conta Milena. As referências à trajetória da moradora aparecem em objetos bem pessoais, como fotos, sapatos e uma xicara antiga. No piso e nas paredes, as tramas se materializam ora em estampas no ladrilho hidráulico, ora na peca em tom rosa assinada pela artista Nao Yuasa.

 

Loft Caleidoscoop Coral
Profissional: Maicon Antoniolli
As cores são as estrelas do loft de 170 m² criado pelo arquiteto Maicon Antoniolli, onde os diferentes tons são responsáveis por compor formas arquitetônicas, distorcer partes delas e criar diferentes planos no design de interiores. Em cada ambiente, misturas de nuances tradicionalmente associadas aos universos masculino e feminino sinalizam que não há barreira de gêneros. No túnel que leva ao escritório, referências aos artistas Josef Alberes, alemão, e ao brasileiro Hércules Barsotti. “O loft é um elogio à  cor”, diz Maicon.

 

Loft “Alguma coisa acontece no meu coração”
Profissional: Marcelo Salum
Para o ambiente de estreia em CASACOR SP, o arquiteto escolheu um loft que pede licença para entrar nessa grande e poderosa metrópole, usando como alterego o próprio escritório para criar o conceito. Em sua sutil homenagem à  cidade que recebe e acolhe tantos brasileiros, Salum pensou em um espaço multiuso, que aproveita a arquitetura da área. Assim, uma enorme escada, já existente, sugere a entrada de um banheiro, onde o artista plástico Juliano Aguiar criou uma instalação composta por relicários de objetos pessoais e telas dos personagens que habitam o espaço. No outro ambiente, uma sala de estar com um canto verde e duas camas de solteiro. E, como é característica de seu trabalho, aposta muito nos detalhes. Tecidos foram bordados com trechos de musicas de Chico Buarque e Caetano Veloso.

 

Cabinet Extraordinaire
Profissional: Luiz Otavio Debeus
Nos 78 m² do ambiente que se divide em antessala e sala de estar, um manifesto à  liberdade e à  personalidade de cada um: aqui não há  regras definidas, não há  padrões ou tendências a seguir. “Quis mostrar que é possível misturar diversas referências, com peças e conceitos que considero importantes na minha trajetória profissional”, conta o designer de interiores. Por isso, no living, que é uma homenagem ao colecionador de arte, há itens de estilo art decô, biedermeier, Luís XV, peças indianas e da Escola Memphis, todos mesclados sem medo de ousar.

TOKI - Um mergulho no meu tempo
Profissional: Juliana Pippi
Como você imagina e concretiza o tempo? Neste espaço, Juliana traz a sua concepção de passado, presente e futuro, em uma atmosfera aconchegante, onde o azul é marcante e suave. O destaque fica por conta do mobiliário criado especialmente para o ambiente: a luminária Passarinho, da designer Ana Neute, que percorre quase todo o teto, o tapete de tear, desenhado pela arquiteta, além do Slow Design presente no delicado trabalho de Inês Schertel. Tudo em uma metamorfose de formas e volumes.

Casa do Relógio
Profissionais: Dado Castello Branco
Nessa casa contemporânea de 283m² inspirada em townhouses de Amsterdam e Londres, a madeira e o concreto se destacam. Uma casa pratica, acolhedora, para pessoas que gostam de arte, culinária, vinho e de integração com o verde. A estrutura oferece aberturas para a natureza, ambientes integrados e multifuncionais. Dentre os destaques, estão o piso de madeira certificada e automação em toda a casa - iluminação e som. Móveis da Etel Interiores, alguns assinados pelo próprio Dado Castello Branco, além de peças assinadas por Jader Almeida e do acervo de Arnaldo Danemberg compõe o ambiente.

 

Home Family
Profissionais: BC Arquitetos – Bruno Carvalho e Camila Avelar
O ambiente criado pela dupla de arquitetos Bruno Carvalho e Camila Avelar, que previa inicialmente home theater e adega, se transformou em um grande estar. Além do cinema e da adega com rótulos de vinhos exclusivos, o espaço de aproximadamente 65 m² conta também com biblioteca, bancada gourmet e peças de arte em diferentes suportes que tratam de forma poética as relações humanas. “Nosso objetivo é que as pessoas se sintam aconchegadas em um espaço onde se possa receber amigos e família”, explica Bruno.

 

Serviço:

CASACOR São Paulo 

22 de maio a 29 de julho de 2018

  • Terça a sábado e feriados, das 12h às 21h
  • Domingo, das 12h às 20h

Local: Av. Lineu de Paula Machado, 875 (Jockey Club São Paulo)

Comentários
Deixe seu comentário

Você também vai gostar
Identificação X
entrar usando o facebook