“A Equipe Casa Sul está funcionando normalmente em home office. Se precisar falar conosco, ligue para (41) 99966-8360 ou clique aqui para mandar uma mensagem via WhatsApp”

  • CONTENT
Conexão

Simplicidade sofisticada

Ana Penso Onde: Curitiba • 10 de Setembro - 2020 |

Conheça o trabalho da artista plástica Denise Coelho

Conheci a Denise quase sem querer, uns anos atrás fui até seu Atelier para conversar com André, seu filho, um super artista que faria intervenções em algumas peças minhas. Não pude deixar de me envolver em meio ao seu espaço, cheio de referências e peças de arte encantadoras. Na hora percebi que não estava em qualquer lugar, era o lar de uma grande artista.

 

Artista plástica que desenvolve trabalho com cerâmica há mais de 40 anos, foi professora de artes em escola primária, foi aluna de grandes artistas como Alfredo Braga e Luis carlos de Andrade Lima, trabalhou na escola de artes da APR, participou do primeiro Salão de cerâmica Paranaense e com muita paixão fez parte dos artistas da tradicional Feira do Largo da Ordem de Curitiba por 3 anos. É uma mulher apaixonante e cheia de referências.

 

Depois de colecionar experiências resolveu construir seu próprio atelier, onde está hoje, para poder receber as pessoas e ofertar seus cursos. É neste espaço apaixonante do início da história que Denise criou sua mais recente coleção - GEOMÉTRICA - uma série de 3 esculturas maciças que buscam leveza, movimento e simplicidade das formas em um diálogo com o volume, densidade e peso da argila queimada. Além de esculturas, em seu repertório estão luminárias, pratos, bowls e colares.

 

Em uma conversa deliciosa, pude perceber com clareza sua inspiração na arte, como uma explosão de idéias e o calor dessa explosão e das sensações é que moldam seu trabalho. Dentro de um processo criativo super orgânico, que acaba sendo definido pelo processo em si, pois durante a modelagem tudo está espontaneamente nas mãos da artista mas quando a peça vai para o forno é sempre uma surpresa. O processo de queima não oferece controle, a ceramista nunca têm certeza do que irá resultar mas ama, como ela mesmo denomina, a surpresa do nascimento da peça.

 

Até um ponto de sua carreira desenvolveu esculturas mas quando começou a participar como expositora na Feira do Largo precisou aumentar seu leque de produtos, para poder ter um giro maior de vendas. Foi neste momento que a mistura de materiais começou. Cerâmica + madeira, cerâmica + metal. Segundo a própria Denise, foi um dos momentos mais felizes de sua trajetória, onde fez muitos amigos, aprendeu muito com seu público e cresceu como artista e pessoa.

 

Foi nessa época que aconteceu um dos casos mais engraçados da sua história. Sua mesa estava cheia de esculturas terracota, em formato cilíndrico levemente amassados; uma característica de sua obra, quando um senhor se aproximou observando as peças e disse: “- Vou levar tudo. Quanto vai custar?”. Denise achou aquilo curioso; é raro acontecer uma compra como essa. Ela parou para fazer a soma dos valores e quando passou o preço para o cliente, que assustado lhe disse: “-Nossa, pensei que isso era refugo”. Enquanto me contava essa passagem, não conseguimos definir se era algo para rir ou pra chorar. Por isso a educação artística na infância é tão importante. Ter referências e conhecimento para poder desenvolver o olhar crítico e valorizar um trabalho artístico. Para não correr o risco de, como o senhor da história, ofender um profissional e passar uma grande vergonha!

 

Para que o brasileiro possa ter uma visão mais aberta e contemporânea do valor da arte e do design, na época adulta, é de extrema importância que esse valor seja apresentado e alimentado em sua infância. Sensibilidade e empatia são característica de um olhar que cresceu com a arte. Isso nos ajudaria em muitos aspectos, da cultura à política. É nessa hora que devemos pensar quais atividades estamos dando prioridade na criação de nossos filhos pois o que é semeado hoje certamente será colhido no futuro.

 

Mas não só de histórias peculiares vive Denise, também possui memórias cheias de emoção e carinho. Lembranças de pessoas que passaram por sua vida e deixaram rastros de luz, como o caso de um escultor europeu que conheceu na Feira do Largo. Conversaram muito, Denise o presenteou com uma peça. Uma semana depois o senhor voltou com um bouquet de flores e um livro com suas obras, presenteando Denise em retribuição à toda a atenção e carinho oferecidos na semana anterior. Não é que a vida nos surpreende?

 

Para o futuro de seu trabalho Denise segue na criação de novas séries, sempre buscando aprimorar seu olhar e suas formas. Recebe seus clientes em seu atelier onde pode mostrar de perto seu universo tão doce e encantador. Também pode ser degustada na loja que a representa, a Ôda design Club.

 

Apaixone-se como eu, abra seu coração para a arte e o design!

 

@denisecoelhoceramica
@odadesignclub (créditos das imagens)

 

 

 

 

Comentários
Deixe seu comentário

Você também vai gostar
Identificação X
entrar usando o facebook