“A Equipe Casa Sul está funcionando normalmente em home office. Se precisar falar conosco, ligue para (41) 99966-8360 ou clique aqui para mandar uma mensagem via WhatsApp”

  • CONTENT
Décor

Ilusões de ótica no décor

Onde: Curitiba • 21 de Maio - 2020 | Fotos Créditos nas fotos

Produtos que "enganam os olhos" crescem no mundo do design

Apesar de parecer um revestimento comum, o Corstone da Weiku é feito em vidro e reproduz em diversos tamanhos mármores, granitos, onix e pedras preciosas existentes no mundo.

Você certamente já viu ou foi enganado por uma ilusão de ótica. São imagens capazes de embaralhar o sistema visual humano, fazendo com que você veja algo que não existe ou que pode ser percebido de outras maneiras. Segundo historiadores, o os estudos sobre ilusões de ótica começaram em 1915 com o cartunista W. E. Hill, que publicou um desenho que ficou conhecido mundialmente por poder ser interpretado de duas maneiras completamente diferentes (você vê uma velha ou uma moça no desenho abaixo?). A partir daí muitos outros artistas também começaram a brincar com esse jogo de luzes e cores.


Nas décadas de 30 e 40 expoentes como M.S. Escher e Salvador Dalí passaram a utilizar técnicas de ilusionismo em suas obras, fazendo grande sucesso. O movimento Op Art (Optical Art – Arte Ótica), que teve seu auge na década de 60, nos Estados Unidos, realizou a primeira exposição dedicada exclusivamente ao tema no Museu de Arte Moderna (MOMA) em Nova Iorque. Intitulada “The Responsive Eye” (O Olho que Responde), ocorreu no ano de 1965 e teve forte inspiração nos recursos visuais (principalmente a ilusão de ótica), expressando a mutabilidade do mundo e suas ilimitadas possibilidades com o lema “menos expressão e mais visualização”. Outros artistas que merecem destaque na Op Art são: Larry Poons, Yaacov Agam, Bridget Riley e Youri Messen-Jaschin, Tony Delap, Josef Albers e Heinz Mack.

 

 

Atualmente a arquitetura e design de interiores tiram partido de vários produtos criados especialmente para desafiar a percepção do observador. Revestimentos planos ganham aparência tridimensional graças a padrões geométricos que imitam efeitos de luz e sombra. A variedade de superfícies que reproduzem com perfeição elementos naturais não para de crescer, trazendo vantagens de resistência e sustentabilidade. No décor as ilusões de ótica contribuem para a aumentar a sensação de amplitude ou para trazer intimidade a espaços amplos, enquanto no design de produtos o apelo visual diferenciado capta a atenção dos consumidores. Um pouco de ilusão deixa a vida bem mais interessante. Confira nossa seleção em nossa galeria!

Comentários
Deixe seu comentário

Você também vai gostar
Identificação X
entrar usando o facebook