“A Equipe Casa Sul está funcionando normalmente em home office. Se precisar falar conosco, ligue para (41) 99966-8360 ou clique aqui para mandar uma mensagem via WhatsApp”

  • CONTENT
Conexão

Sobre nós: a publisher Julia Ribeiro de Campos

Onde: Curitiba • 01 de Março - 2018 | Fotos Daniel Katz

Nossa publisher conta sua trajetória de vida e quais rumos a CASASUL seguirá nos próximos anos

Julia Ribeiro de Campos, publisher da CASASUL

Desde muito cedo, acompanhei minha mãe em seu trabalho como editora. Percebi que para ela estar à frente de uma revista regional pioneira era preciso possuir não apenas conhecimento profundo de arquitetura e design, mas também ser profissional, ética e meticulosa com cada processo que envolve a criação de uma revista. Ainda que acompanhasse de perto a escolha profissional da minha mãe, optei por seguir os passos do meu pai, advogado. Cursei Direito, na Universidade Positivo, onde me aprofundei sobre Direito Previdenciário - que aliás foi tema da minha monografia, indicada ao prêmio de melhores trabalhos daquele ano. Recém-formada, ingressei na Escola da Magistratura Federal (ESMAFE) para completar minha pós-graduação em Direito Público. No mesmo ano, passei a trabalhar no Tribunal de Justiça do Paraná.

 

Eu acredito que cada um tem um caminho pré-definido, que podemos percorrer ou não, dependendo das escolhas que fizermos. Em dezembro de 2015, perdi minha avó. Olhando para trás, percebi que esse foi o turning point da minha vida até então. A perda inesperada me forçou a olhar para dentro e me questionar: "afinal, o que você quer da vida?". E o que eu queria da vida não tinha nada a ver com o Direito. Aquele mundo preto e branco já não me satisfazia há tempos, não me instigava a criar, a imaginar, não me alimentava. Eu precisava de cor. 

 

Aos poucos, quase que por acaso, me aproximei do trabalho da minha mãe. Passei a conhecer melhor os processos de criação da revista, das redes sociais. Percebi que aquele era o mundo colorido do qual eu queria fazer parte. Os domingos à noite não me deixavam ansiosa ao pensar que o dia seguinte era segunda-feira, muito pelo contrário. Eu estava ansiosa para ir trabalhar. Acho que é isso que acontece quando a aptidão de alguém se enlaça com o trabalho, tudo parece certo. E todos temos talentos e aptidões únicas. Só resta saber: você já sabe qual é o seu? 

 

 

 

Comentários
Deixe seu comentário

Identificação X
entrar usando o facebook