• CONTENT
Décor

Quarto De Menino

Onde: Curitiba • 01 de Fevereiro - 2024 |

Dois projetos desenvolvidos para não perder função durante o crescimento das crianças até a adolescência sem precisar mudar a decoração

Mais do que um ambiente bonito, o quarto da criança a partir dos 5 anos de idade deve ser confortável, seguro e que permita acolher toda a energia infantil. É uma época de transição onde a menina ou o menino está saindo da fase do berço e apropriando-se de seu próprio espaço.


Segundo Rafael Franczak, designer do escritório Raw Studio, o primeiro passo para projetar um quarto infantil é conversar com os pais. “São eles que irão dizer se desejam algo lúdico, infantil e lindo, porém com certo prazo de validade, ou se a ideia é criar algo que seja adaptável às fases do crescimento”.
Respeitar a identidade da criança e permitir que ela utilize do espaço com autonomia é o passo seguinte.

 

MOBILIÁRIO SEGURO

“Ser cuidadoso com a proposta de mobiliário também é importante. Para os pequenos, é necessário evitar móveis que possam ser ''escalados'' perto de janelas, os tapetes devem possuir antiderrapante, e quando possível, evitar quinas em 90º nos móveis”, enfatiza Rafael.


“Crianças também gostam de receber”, comenta, “então é preciso considerar a possibilidade de um espaço extra para dormir como um pufe, bicama ou afins no caso da vinda de um amigo ou parente.”
Apesar do quarto ser um lugar de brincar, é, antes de tudo, um espaço de concentração e relaxamento. Por isso Rafael também recomenda cuidado quanto ao uso de cores muito estimulantes.

 

O QUARTO DO JOAQUIM

O arquiteto Alexandre Mandarino, do Raw Studio, mostra na prática como utilizar as dicas dadas por Rafael, seu sócio, no projeto do quarto do Joaquim, de 5 anos, que a dupla assina em conjunto. Ele é filho de um casal de jovens pais.


“O quarto foi pensado para atender o Joaquim durante todo o seu crescimento. No projeto arquitetônico o espaço já era generoso e previu um guarda-roupa grande. Então o desenhamos de maneira que fosse aproveitado tanto num quarto de criança até sua fase maior. Com isso, cuidamos de propor uma paleta de cores neutra, onde os toques de cor e indicativos de idade ficassem por conta da decoração, roupas de cama e demais itens que facilmente podem ser trocados com o tempo”, explica Alexandre.

 

“A usabilidade do espaço também foi pensada para este desenvolvimento. Há uma bancada de estudos, onde também fica a TV, com prateleira para decoração e gaveteiro para guardar acessórios. Ao fim da cama, propusemos um banco que auxilia na autonomia para colocar calçados e, logo acima, ganchos para pendurar mochila, casaco e afins. Como o guarda-roupa foi pensado para toda a etapa de crescimento e tem um tamanho bem grande, não foi necessário pensar em um espaço especial para guardar brinquedos.”

 

A suíte do Joaquim tem 16,50m², quarto e closet integrados. Uma paleta sutil em cinza combinada com madeira, traz neutralidade ao espaço. Destaque para o painel em lambri, usado como um resgate à memória das construções vernaculares

 

O projeto do quarto do Joaquim, de 5 anos, foi pensado para atendê-lo durante todo o seu processo de crescimento, da infância à idade adulta

 

 

 

O QUARTO DO FELIPE

A dupla de profissionais assina também o projeto do quarto do Felipe, irmão de Joaquim, uma criança superativa. Devido a isso, o cuidado na paleta de cores foi extremamente necessário. “Optamos por um tom de verde acinzentado, que é suave e calmo, muito importante para o local de descanso e concentração de uma criança ativa. Em contraponto ao verde, usamos a pureza do branco para trazer uma combinação calma e acolhedora”, afirma Alexandre.


“Todo o piso da residência, em jatobá natural, foi preservado. Achamos que a quantidade de ''quente'' que a madeira traz já seria suficiente no piso. O toque lúdico, se deu pelo papel de parede em poá, que também se estende ao teto. No quarto dos pequenos, gostamos muito de trazer informação visual também no teto, pois ela pode ajudar na concentração do sono”, enfatiza o profissional.


Como o apartamento possui quarto de hóspedes, não foi necessário pensar em uma bicama neste quarto. Por conta disso a cama possui amplas gavetas para se guardar brinquedos e a bagunça. Um guarda-roupas com tamanho ideal vai acompanhar todas as fases de crescimento do pequeno, assim como a bancada de atividades.

 

O quarto já tem prevista a bancada de estudos para toda a fase escolar

 

Verde e branco foram usados como base para gerar um local de repouso e calma

 

O papel de parede se estende para revestir também o teto

 

erviço
Instagram: @ra.wstudio

 

Comentários
Deixe seu comentário

Identificação X
entrar usando o facebook