“A Equipe Casa Sul está funcionando normalmente em home office. Se precisar falar conosco, ligue para (41) 99966-8360 ou clique aqui para mandar uma mensagem via WhatsApp”

  • CONTENT
Décor

Meditação e mindfulness em casa

Onde: Curitiba • 01 de Julho - 2020 | Fotos Créditos nas fotos

Dicas para aproveitar os espaços que você já tem em casa para meditar 

Projeto Andrea Benthien. Foto: Dea Fylyk.

A meditação é reconhecida por trazer inúmeros benefícios à saúde e bem-estar. Ela consiste, basicamente, no controle dos pensamentos e consciência do corpo e da respiração. Em casa, especialmente nestes tempos de pandemia, espaços de relaxamento e conexão podem ajudar muito na pratica da meditação e para superar momentos de tensão.

O ambiente pode interferir diretamente na concentração: a presença de elementos sensoriais e naturais pode ajudar, resultando em um melhor aproveitamento dessa prática milenar. Pensando nisso, selecionamos cinco ambientes e dicas para você deixar o seu espaço de relaxamento mais atrativo e benéfico. Confira:

 

Contato com a Natureza

Ter contato com elementos naturais pode trazer uma maior sensação de acolhimento. Nesse caso, a arquiteta Andrea Benthien, escolheu diferentes elementos que proporcionam essa experiência. Para a área externa, foram escolhidas peças de linhas orgânicas, dando destaque para o piso de madeira e as espécies de plantas. O contato com a natureza ajuda na descompressão da rotina, o que auxilia na prática da meditação.

 

Elementos sonoros

Transformar a área externa no seu espaço de meditação é uma ótima dica para quem mora em casa, os ambientes externos trazem o contato direto com sons naturais, como o canto dos pássaros e o barulho do vento batendo nas plantas.

A dica para quem tem piscina é instalar uma cascata (mesmo que discreta) para auxiliar na prática da meditação – o som natural da água pode ser mais relaxante do que uma musica instrumental. Dessa forma, é possível direcionar a concentração nesse som e ter uma experiência única de meditação.

Cores

As cores são elementos curinga no ambiente. Cada uma pode proporcionar diferentes sensações, algumas mais relaxantes e outras energizantes. Mas todas podem ser usadas de forma estratégica, atendendo as necessidades de cada pessoa.

Tons terrosos remetem ao acolhimento e à ancestralidade. Para esse ambiente a arquiteta ousa na escolha das cores, unindo os tons terrosos a pontos mais quentes de cor, como o laranja e o verde na parede. Essa composição é ideal para um momento relaxante e de conexão na meditação. Pois traz a neutralidade junto a cores energéticas.

Conforto

A utilização de óleos essenciais e incensos vão ajudar a acalmar a mente, são ótimos elementos para preparar o espaço antes da meditação. Os aromas além de acalmar podem também acelerar o processos de desligamento e conexão. Para as pessoas que sentem uma maior dificuldade de concentração, utilizar artifícios sensoriais pode ajudar para uma meditação plena. Essências de lavanda, alecrim e sândalo são ótimas opções para a prática.

Comentários
Deixe seu comentário

Você também vai gostar
Identificação X
entrar usando o facebook