• CONTENT
Décor

Home offices e escritórios

Onde: Curitiba • 09 de Novembro - 2021 | Fotos Créditos nas fotos

Confira a matéria especial da Revista Casa Sul 106 com projetos para todas as profissões, espaços e estilos

Aquele home office improvisado, lá no começo da pandemia, parece que veio pra ficar. Para muita gente,  agora este espaço faz parte definitiva do lar. A arquiteta e urbanista Karla Patrícia, sócia diretora da Norden Arquitetura, responsável pela gerência de interiores do escritório, separou oito dicas que vão ajudar a dar aquele upgrade nesse ambiente tão importante. Na Revista Casa Sul 106, nossa matéria especial trouxe várias dicas para quem deseja manter o trabalho à distância - ou para quem decidiu retomar as atividades presenciais com energia renovada.    

Confira as dicas e ambientes a seguir:

Privacidade e silêncio - Quem precisou improvisar um home office durante a pandemia descobriu logo que ele não cabe em qualquer canto da casa. Barulho, gente passando, pet aparecendo durante a videoconferência, criança gritando durante uma ligação... Por isso, a primeira dica de Karla Patrícia é: escolha um lugar que possibilite o mínimo de privacidade. “Para o problema do barulho um bom headset ou fone de ouvido com microfone já resolve”, diz a arquiteta.


 

Acima: A sala de jantar do apartamento foi aproveitada pela arquiteta Karina Knorr para instalar uma charmosa área de trabalho. Pergolados dividiram visualmente os ambientes e conferiram sensação de amplitude ao serem combinados ao mobiliário sob medida em cores claras.

 

 

A iluminação embutida nas prateleiras e os nichos em formato não convencional adicionaram interesse visual e espaço de armazenamento, atendendo às necessidades diversas do ambiente. (fotos: Marcelo Stammer)

 

Iluminação e ventilação - São duas coisas que parecem ser óbvias quando se monta um home office, mas que muita gente só percebe quando passa a usar por várias horas do dia um determinado espaço da casa e descobre que falta mais luz e ar naquele lugar. Conforme Karla, uma boa iluminação e ventilação, naturais de preferência, são importantes principalmente para quem irá trabalhar em casa durante o dia. 

Acima: Em razão da pandemia, o profissional que dividia o trabalho entre o litoral e a capital paranaense passou a necessitar de áreas de trabalho distintas em seus dois endereços residenciais. Para o apartamento do cliente em Guaratuba a arquiteta Lycyane Cordeiro integrou dois dormitórios preexistentes e criou um único quarto de dormir com home office. O closet e o mobiliário de apoio ofereceram espaço de armazenamento versátil, tanto para pertences pessoais quanto para ferramentas de trabalho. (foto: Nando Fischer)

Mas para quem tem aptidão ao trabalho noturno isso pode ser diferente. “Estudos mostram que seguir o ciclo circadiano para trabalhar é o ideal, porém existem pessoas muito bem adaptadas ao trabalho noturno o que no caso, torna menos importante a presença de janelas no ambiente, que pode por exemplo ser climatizado”, explica a arquiteta.

Espaço aproveitáveis - Para a arquiteta Karla Patrícia, a falta de espaço não chega a ser um grande problema para quem quer montar seu home office. Ela frisa que se não há na casa um cômodo que foi destinado para isso, o jeito é pensar nos espaços que se tem disponíveis e qualquer lugar pode ser usado, desde que se tenha o mínimo de isolamento possível e que não atrapalhe a circulação na casa. “Salas e sacadas em apartamento são boas opções, desde que não estejam perto de TV, pois isso pode atrapalhar, daí a necessidade novamente de uso de headset”, sugere.

 

Acima: O home office criado pela arquiteta Helen Giacomitti aproveitou o espaço sob a escadaria para a inserir a escrivaninha e os espaços de armazenamento necessários à área de trabalho. O painel ripado em laca cinza esconde o quadro de luz da residência e delimita visualmente a pequena área do escritório.



Investimentos necessários - Custar caro ou não para montar um home office, segundo explica a arquiteta Karla Patrícia, vai depender do quanto a pessoa está disposta ou tem disponível para que este espaço lhe dê a melhor condição possível para poder trabalhar. Ela diz que dá para montar com o que se tem em casa mesmo, sem gastar nada ou quase nada, mas lembra que isso é válido para quando o uso do home office é temporário ou usado ocasionalmente.

Acima: Nesse quarto, assinado pela arquiteta Alessandra Gandolfi, a bancada permite o trabalho remoto de forma organizada. Como o mesmo ambiente é usado em momentos de foco e de relaxamento a versatilidade do projeto luminotécnico foi essencial. Fitas de LED, embutidas nas ripas de laca chumbo, oferecem iluminação indireta e aconchegante, ao passo que spots de luz direta permitem maior concentração ao usar a área de trabalho. (foto: Marcelo Stammer)

Mas se o trabalho em casa é algo que faz parte da rotina diária da pessoa, Karla sugere que vale a pena fazer um certo investimento, principalmente em itens que trarão saúde ergonômica. “A altura da mesa pode variar de 72 a 76 cm para conforto e as bordas da mesa tem que ser preferencialmente abauladas, a cadeira é um fator extremamente importante para quem trabalha mais de quatro horas por dia. Precisa ter ergonomia e ser ajustadas a altura, encosto, apoio de lombar, etc”, diz Karla Patrícia.



Organização sempre - Se no escritório convencional sempre foi exigido a manutenção de um ambiente limpo e organizado, ao se trabalhar num home office não é diferente. Por isso, segundo explica Karla Patrícia, ter nesse seu cantinho do trabalho em casa caixas ou compartimentos em que você possa, de maneira fácil, organizar papéis e pastas é fundamental.“Um espaço de trabalho bagunçado dá uma certa confusão mental, atrapalha. Ter por perto porta lápis e canetas, bandejas para papéis, um quadro de recados são ótimas ideias. Objetos de decoração relacionados ao trabalho da pessoa e que sirvam de inspiração, também caem bem”, afirma Karla.



Acima: Graças a móveis sob medida e ao projeto da designer de interiores Izabella Armelin foi possível instalar o escritório do casal em um ambiente de apenas 6m². A falta de espaço nas residências é um obstáculo que geralmente exige criatividade e flexibilidade para ser superado. (foto: Marcelo Stammer)

 

Ambiente desmontável para dois usos - Um problema que muita gente encontra na hora de usar home office é que o espaço escolhido é, muitas vezes,  usado para outras coisas, como uma varanda por exemplo, lugar onde muitas vezes recebemos as pessoas socialmente e até fazemos um churrasco de fim de semana. Para contornar esse problema, a arquiteta Karla Patrícia diz que é importante sempre usar móveis e equipamentos que tenham grande mobilidade, ou seja, possam ser mudados de lugar facilmente. “Como já disse, um notebook é um equipamento que te dá grande mobilidade, então dá para você usá-lo fácil numa varanda. Mas se você trabalha num PC aí fica difícil”, destaca.

 

Acima: Convidativo, o projeto da Volpi arquitetura para o home office do apartamento residencial combinou o aspecto aconchegante da madeira a elementos de grande valor afetivo. A mesa de trabalho, reaproveitada a partir do acervo pessoal da família, foi posicionada no espaço de circulação entre os quartos e combinada a um interessante armário espelhado, que funciona como divisória e destaque de décor. As cores claras do mobiliário e da cadeira de trabalho equilibraram os elementos de madeira e conferiram destaque ao saxofone de grande valor afetivo e ao projeto luminotécnico versátil.  

A arquiteta lembra ainda, que se a pessoa tiver condição de investir um pouco mais no seu home office, o ideal é pensar em algum móvel planejado, o que possibilitará o uso do ambiente para duas ou mais funções, sem muito trabalho para ter que mudar as cosas de lugar. “Fazer um móvel planejado para que o espaço tenha dois usos é interessante, para manter a organização da casa. Isso pode ser resolvido com um bom projeto de arquitetura de interiores”, diz Karla.

Confira todos os projetos em nossa galeria de imagens e adquira seu exemplar da edição 106 da Revista Casa Sul em nossa loja virtual!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários
Deixe seu comentário

Você também vai gostar
Identificação X
entrar usando o facebook