“A Equipe Casa Sul está funcionando normalmente em home office. Se precisar falar conosco, ligue para (41) 99966-8360 ou clique aqui para mandar uma mensagem via WhatsApp”

  • CONTENT
Arquitetura

Amplo potencial

Onde: Curitiba • 14 de Julho - 2020 | Fotos Dea Fylyk

Casa de 205 m² em condomínio fechado aproveita ao máximo a metragem reduzida do terreno

O projeto possui programa que permitiu o uso inteligente do terreno de 210 m², com 10 de testada. A garagem para dois carros possui acesso secundário à casa

Encontrar o lugar ideal para construir não é fácil. Localização, insolação, topografia, vizinhança, tamanho: tudo precisa ser analisado minuciosamente antes da compra. Mas e quando o espaço ideal possui tudo, menos o tamanho desejado? Aí entra o trabalho da arquiteta Andréa Benthien, que conseguiu explorar ao máximo a metragem reduzida desta casa em condomínio, em Curitiba.
Confira a entrevista:

 

Casa Sul: Qual foi o briefing passado pelos clientes? Houve algum pedido especial?
Andréa Benthien: Foi um projeto bem desafiador, porque o terreno era muito pequeno. O condomínio possui lotes pequenos e eu tinha um programa básico da casa onde tive que explorar o máximo das taxas e coeficientes de aproveitamento da área. Então, o maior desafio foi fazer a parte térrea da casa integrada, para conseguir explorar ao máximo a funcionalidade. Ali temos a churrasqueira, que possui dois acessos, um pelo jantar e outro por dentro da cozinha, deixando os ambientes funcionais. Então quando se abrem as portas, temos a integração com a área de jantar. Já da churrasqueira é possível acessar um pequeno deck que ficou na parte de fora, onde colocamos uma mesa de madeira de demolição. Além da área social toda integrada, o térreo também possui garagem para dois carros. Já na parte superior há um estar íntimo, que fica no mezanino e também é utilizado como escritório, e mais três suítes.

 

CS: Qual o perfil dos clientes?
AB: Casal de recém-casados, sem filhos. Adoram receber pessoas, então isso tem tudo a ver com os espaços conectados, amplos e todos integrados. A proposta de interiores também tem uma linguagem um pouco mais jovial. Utilizamos madeira, quadros e muita cor para remeter um pouco a essa ideia. A lateral da sala de jantar é um muro, então como o recuo é bem curto, fizemos um jardim vertical, colocamos móveis, como forma de aproveitar esse espaço.

 

CS: No que você inspirou-se para criar o projeto?
AB: Me inspirei em um perfil moderno, o grande efeito que eu criei no arquitetônico foi esse pórtico revestido com pedra natural filetada a ferro. Eles queriam um pórtico que desse um efeito bem imponente na fachada que delimitasse e fizesse a separação do hall de entrada e da garagem. Ao mesmo tempo, criamos uns pergolados em cima, que equilibram a verticalização do pórtico, dando uma certa cobertura, balizando o convidado para acessar o hall de entrada.

 

CS: Como o espaço se apresentava antes da obra? E quanto tempo levou para ser executada?
AB: Havia somente o terreno vazio. Executamos a obra com a Construtora Portes em um ano.

 

CS: Como se apresenta o luminotécnico?
AB: Para o arquitetônico, trabalhamos com iluminação da Grey House no pergolado da fachada. Então à noite a luz de facho duplo ilumina o rasgo, o vão entre os pergolados e valoriza ainda mais o pórtico. Dá um efeito muito interessante na fachada e é um dos detalhes de que mais gosto no projeto.

 

A entrada principal da casa possui pórtico revestido com pedra ferro natural filetada e pergolado que indica o caminho para o acesso social da residência

 

Um dos destaques do projeto é o pórtico revestido em pedra ferro filetada, com pergolados vazados em pintura projetada

 

O paisagismo com árvores de alto porte e desenhos geométricos valoriza o recuo estreito da casa. Como a residência possui um limite máximo de recuo lateral, os espaços foram trabalhados ao máximo para que a natureza do entorno pudesse ser vista também de dentro da casa, sem que a paisagem fosse opressiva

 

A parte posterior da casa ganhou deck e mesa de madeira maciça, funcionando como uma extensão da churrasqueira quando as portas janelas são abertas. A churrasqueira possui área da bancada com trio de banquetas, espaço para armazenamento de bebidas alcoólicas e utensílios de bar

 

Para aproveitar bem o espaço, a arquiteta optou por mesas bistrô circulares, com banquetas. O piso em porcelanato que imita mármore combina com as esquadrias brancas e, em conjunto, potencializam a luz e amplitude do ambiente. A iluminação com rasgos no forro de gesso é toda da Grey House

 

A área social da casa, com pé-direito duplo, é composta por living com TV, sala de jantar e cozinha em conceito aberto. A escadaria em mármore Crema Marfil e guarda corpo de vidro dá acesso ao mezanino com estar íntimo

 

Você confere este e outros projetos nas edições da Revista Casa Sul, disponível em nossa loja virtual.

Comentários
Deixe seu comentário

Identificação X
entrar usando o facebook